,

Queda de cabelos pode estar associada à Astenia Primaveril

Astenia é uma palavra que está no dicionário. Mas seu significado, associado à “perda ou diminuição da força do organismo, debilidade, fraqueza”, pode adquirir outros contornos com a chegada da…

Queda de cabelos pode estar associada à Astenia Primaveril
Imagem: Canva

Astenia é uma palavra que está no dicionário. Mas seu significado, associado à “perda ou diminuição da força do organismo, debilidade, fraqueza”, pode adquirir outros contornos com a chegada da nova estação. Sim, a astenia primaveril existe e afeta uma grande parcela da população brasileira que se ressente dos dias mais longos e do aumento da temperatura. Em muitos casos, a adaptação ao clima e às horas reduzidas de sono desencadeia distúrbios que afetam o bem-estar como um todo. E aqui se inclui a saúde dos cabelos.

Queda de cabelo:

A queda de cabelo é um dos efeitos da astenia primaveril. “Da mesma forma que os ritmos do nosso organismo mudam com a chegada da nova estação, o ciclo de vida dos cabelos, induzido pela astenia primaveril, também é acelerado”, observa o dermatologista Dário Rosa. Nesta condição, explica o especialista, os folículos pilosos, responsáveis pela produção e crescimento dos pelos, entram na chamada fase telógena, fazendo com que os fios caiam mais do que o normal.

Queda de cabelos pode estar associada à Astenia Primaveril
Imagem/ Divulgação – Queda de cabelo

“Este eflúvio telógeno, que define a queda súbita de cabelo causada por uma desregulação do ciclo folicular, varia de pessoa para pessoa. Em alguns casos, a situação se reverte, à medida que o organismo se adapta à estação”, afirma Rosa. Em outras situações, o eflúvio telógeno pode durar meses.

Quando procurar um especialista:

Dependendo do tempo e do volume da queda dos fios, a consulta a um especialista é fundamental. “Uma avaliação criteriosa vai abordar a saúde geral do paciente, seus hábitos, a ocorrência de doenças, como a dermatite seborreica, entre outros aspectos”, destaca a dermatologista Anelise Dutra.

No dia a dia, os dermatologistas concordam que a saúde capilar começa pela higiene. “Lavar os cabelos com regularidade, usando produtos adequados e individualizados, é uma medida importante”, indica Rosa. Permanecer sob o sol requer proteção. O uso de bonés e chapéus, assim como de filtros específicos contribuem para a beleza e a saúde dos fios.

Alimentação:

A alimentação, ressalta Anelise, é fundamental não só para os cabelos, mas para o organismo de forma geral. “Uma dieta balanceada contribui para suprir as necessidades diárias de vitaminas, proteínas e de minerais”, afirma. “Sem contar que se houver um déficit nutricional, há um comprometimento para os folículos pilosos, tornando-os fracos.”

Da mesma forma, não se deve descuidar da ingestão de líquidos. “Especialmente com as altas temperaturas que neste ano marcam a estação, o organismo precisa estar hidratado para enfrentar os efeitos da astenia primaveril”, completa Dário Rosa.

Dormir bem e praticar atividades físicas regularmente também costumam promover bem-estar geral. “Com atenção e cuidados, estaremos prontos a afastar a astenia e desfrutar com saúde e disposição as boas coisas que a primavera nos proporciona”, conclui Anelise Dutra.

%d blogueiros gostam disto: